sexta-feira, 24 de junho de 2011

A FESTA DO IRMÃO DO FILHO PRÓDIGO


Era tarde da noite. Ele se aproximava de sua casa com seus empregados, e naquela escuridão e silêncio, o único som era o trotar de seus cavalos. Ia se aproximando de casa e só pensava em tomar um banho quente, jantar e dormir o suficiente para estar renovado para o próximo dia.
De repente, quanto mais ia chegando perto de casa, ouvia som de música e alegria. -Uma festa?- Pensou. - Mas não pode ser uma festa, para quê uma festa no meio da semana e até uma hora dessas?
Quando chegou em sua grande casa, no meio daquela fazenda gigantesca, viu outros empregados de seu pai, arrumados e correndo para atender a todos na festa, e ficou bastante confuso:- Oque está havendo aqui?- Chamou um dos empregados e perguntou oque estava acontecendo:
- AAA meu senhor, seu irmão mais novo retornou ao lar. Seu pai está muito feliz e mandou que preparássemos uma grande festa para ele.
-Oque?Meu pai está louco?Ande, vá chamá-lo já!
O empregado foi correndo chamá-lo, enquanto o filho que além de cansado, agora estava enfurecido pela atitude do velho. Depois de algum tempo, o velho pai com um sorriso nos lábios veio ao encontro do filho, que muito irritado já foi esbravejando:
- O senhor endoidou de vez? Onde já se viu dar uma festa em pleno meio de semana e ainda mais para esse perdido! Ele não é merecedor de uma festa, nunca! Já eu, me mato de trabalhar, cuido do senhor e de tudo por aqui e que ganho? Nada! Nem para essa festa fui convidado.
O sorriso do pai se dissipou a ouvir tanto nervosismo e ressentimento, porém ele, um homem já idoso mas sempre muito amável com os filhos, abraçou seu filho primogênito, lhe deu um beijo e com lágrima nos olhos, segurou com as mãos seu rosto e disse:
- Oh meu filho amado! Só Deus sabe o tamanho do amor que tenho por ti. O dia do seu nascimento foi uma alegria tal que se tivesse feito uma festa, não se compararia a essa. Você é meu braço direito, você é minha força, meu ombro para as lágrimas, meu amigo, meu irmão...você meu filho, você é meu sentido para a vida.
O filho não consegue conter o choro e, como um menino reclama com seu pai:
- Mas pai, porque fizeste esta festa pra ele se tu me amas tanto assim? Nunca me deste uma festa e como disseste, eu sempre estive ao seu lado mas ele, ele abandonou a gente e sumiu no mundo, perdeu tudo que tinha e agora volta e o senhor o aceita de boa vontade como se nada tivesse acontecido?
Então seu velho pai lhe diz:
- Filho, Tudo que tenho aqui é teu. Além da sua parte você é o dono de tudo que possuo. Seu irmão esbanjou a parte dele, saiu sim pelo mundo, em busca de aventuras e as encontrou. Perdeu tudo que eu suei para ganhar e depois para não morrer de fome, foi trabalhar...trabalhar meu filho, coisa que ele nunca nem sonhou em fazer aqui, e trabalhava cuidando de porcos e comendo o mesmo que eles. Mas ele se arrependeu, viu que acabou com boa parte de sua vida apenas por prazeres passageiros e voltou pra casa...não sabe a alegria que tive quando o avistei ainda longe, da porteira de nossa fazenda. Ele me pediu perdão e até um emprego! Mas mais que depressa, preparei esta festa de boas vindas para ele.
-Então meu pai, porque?
- Porque meu filho? Porque ele estava morto e reviveu. Você está e sempre esteve vivo, faça quantas festas quiser com seus amigos mas esta festa hoje, é para dar boas vindas a nova vida de seu irmão! Entre, coma e beba conosco, dê um abraço em seu irmão e sente a minha direita na mesa, Nesta festa filho, não preciso te convidar, nela você entra e se sinta a vontade, ela também é sua.

História fictícia, baseada em Lucas 15:11-32

A parábola do Filho Pródigo é uma das passagens mais pregadas da Bíblia, porém a maioria fala sobre o próprio pródigo e seu pai mas, é o filho mais velho? Pouco se ouve falar dele. Talvez por não termos muitas informações sobre ele, porém, ele também merece ser lembrado.
Imagine-se você, eu, fazendo sempre tudo para a obra do mestre, ajudando ao pastor, ano após ano em sua igreja, sempre buscando fazer o melhor e mais e derepente, aquele crente problemático volta e quando menos se espera, já está ele de novo com oportunidade para dar uma palavra, cantar um louvor ou até liderando um trabalho, departamento? Isso é indignante e nos sentimos ofendidos por isso e questionamos a Deus o porque dessa prova.

Amados, já passei por isso e se você não passou vai passar, pode apostar nisso. Mas passe não como um filho indignado, mas sim como um filho que sabe seu valor diante do pai.
Aquele filho era esforçado, era muito amado e seu pai contava com ele totalmente, tudo era dele mas ele não usufruia de nada em respeito a seu pai...eu e você não somos assim? Nos doamos de corpo e alma no trabalho do Senhor e somos mui amados por ele mas mesmo quando ele nos abençoa, não prestamos atenção a essas bençãos, não usufruimos de sua graça constante e seu intenso amor por nós todos os dias, e aí achamos que estamos sendo injustiçados por Deus e que aquele crente indigno, não é digno de uma segunda, terceira ou quarta chance. 
Vamos usufruir mais das bençãos eternas que o Salvador nos proporciona todos os dias, o ar que respiramos é um deles, a vida, o dom de poder andar, falar, ver...e até se você não tem esses dons ou perdeu no caminho, Deus está te sustentando te fortalecendo e aperfeiçoando seu corpo para seus sentidos ficarem mais aguçados. Isso é ou não usufruir das bençãos de Deus?

 Abrace hoje seu irmão que até a poucos segundos você julgava um problema no mundo e ame-o, ele passou muita coisa ruím e precisa de pessoas como você e eu para caminhar com Cristo. Lembre-se, conosco não foi muito diferente. Se não fosse a misericórdia do Senhor, onde estaríamos também? Não esqueça também de quem te ajudou.
Participe da festa, como disse, a festa é de boas vindas para ele mas também para você...boas vindas a um novo olhar e percepção das promessas de Deus e da forma como ele tem trabalhado para essas promessas se fazerem reais em sua vida.
E finalmente, sente-se ao lado do pai, coma, beba e divirta-se, se até hoje você não havia usufruido da herança que Deus tem pra você, boas vindas, o tempo de sorrir chegou.

Um excelente feriado a todos.
A paz do Senhor Jesus

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O plágio é definido como "a apropriação ou cópia de um trabalho sem autorização do autor ou sem indicação da verdadeira origem" Lei n°9.610, de 19/02/98 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9610.htm). Portanto, se gostou de algum artigo publicado aqui, peça autorização e sempre informe a fonte do mesmo ok! Que Deus te abençõe!


Translate

Postagens populares

Arquivo do blog