terça-feira, 19 de abril de 2011

AS MARGENS DO QUEBAR



“E aconteceu que estando eu no meio dos cativos, junto ao Rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de Deus” Ez 1:1.



Onde estava Ezequiel nessa hora? Estava em meio aos cativos, entre sofrimento, choro e falta de esperança, mas, às margens do Quebar, ousou olhar para o céu e viver as visões de Deus. Ezequiel não deveria se entregar àquelas circunstâncias de derrota, desgraça, mas buscar força e conforto no Senhor: “Filho do homem, te põe de pé” Ez 2:1. Deus estava dizendo: “Sei que és carne, homem, filho de homem, mas vence Ezequiel, te põe de pé e falarei contigo. Vence Ezequiel, não se abate, olha além, de tudo que te rodeia, vive as visões que te mostrarei.” O Rio Quebar foi um canal de irrigação da antiga Mesopotâmia, situado a uma pequena distância do Eufrates. Um lugar terreno, real, mas também pode ser comparado a um lugar espiritual: dias difíceis, de dor, pranto, fazendo desfalecer sonhos, ou mesmo a fé. Às margens do Quebar ouse olhar para o alto e ter visões de Deus, tal qual Ezequiel. Porque Deus está elevado, acima de tudo e todos e Sua vontade é nos fazer vencer. Este livro é um convite: “Enxugue as lágrimas às margens do Rio Quebar”.


Desejamos sucesso a todos os participantes e que junto ao Rio Quebar possamos viver as visões e promessas de Deus para todos nós.


Deus abençoe a todos!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O plágio é definido como "a apropriação ou cópia de um trabalho sem autorização do autor ou sem indicação da verdadeira origem" Lei n°9.610, de 19/02/98 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9610.htm). Portanto, se gostou de algum artigo publicado aqui, peça autorização e sempre informe a fonte do mesmo ok! Que Deus te abençõe!


Translate

Postagens populares

Arquivo do blog