quinta-feira, 25 de junho de 2009

SÍNDROME DE EOMDIEEIDM

A paz gente! Bom, vocês deves estar se perguntando que palavra estranha é essa
EOMDIEEIDM, não é? Pois bem, confesso ser uma criação minha para poder ter uma explicação sobre uma doença que vem se infiltrando nas igrejas nos últimos tempos... e agora vem a tradução das palavra EOMDIEEIDM

EOMDIEEIDM- ENCHER O MUNDO DE IGREJAS E ENCHER IGREJAS DO MUNDO!
Amados, nem uma coisa nem outra é interessante para nós!
Mas você pode se perguntar: Como não irmã Lucilene? Não é bom encher o mundo de igrejas?
Sim, mas aí eu respondo: Encher o mundo de igrejas cria um bando de cristãos acomodados e esqueléticos, famintos de graça, unção e poder de Deus em suas vidas. Muitas igrejas ao invés de promover o evangelho faz exatamente o contrário, fazendo com que os que precisam de Jesus venham até a igreja e não oque Jesus nos ensinou...nós irmos até eles! A abertura de igrejas só é bom quando se faz em lugares onde o evangelho ainda não chegou ou chegou a pouco tempo e os cultos são feitos na residência ou outro local sem ser em uma sede própria. Criar igrejas não deve ser visto como algo que dê valor, mas um local que arrebanhe o maior valor do mundo: uma alma!
Estou farta de ver um número enorme de salões e igrejas sendo abertas e construídas e milhões indo para o inferno porque nós não somos capazes de falar de Cristo a ninguém! Nem que seja para uma pessoa só!
Um grupo religioso que tenho que dar aplausos e de pé e para os Testemunhas de Jeová. Enquanto durmimos até tarde no sábado e matamos a escola dominical no domingo, eles estão andando de porta em porta entregando seus folhetos e falando, ainda que de forma errada e contraditória, do reino de Deus. Mas eles estão falando!
E nós?E eu?E você? Como estamos nos saindo como verdadeiros cristãos que andam segundo o espírito e que devem levar as boas novas de salvação?
Estou lendo um livro entitulado ´´Eles morreram pela fé`` do pastor Juan C. Varetto e o indico a todos que gostam e tem chamada para o ministério missionário como eu. É um livro edificante, pois conta a história missionária desde os apóstolos até hoje. Estou apenas no início e foi exatamente 3 parágrafos do livro que me instigaram a estar escrevendo este post:
´´...o número de cristãos em roma quando começaram a surgir as primeiras perseguições era de aproximadamente 300.000 pessoas, isso por volta do ano 44 de nossa era, total que no ano 300 havia ascendido para 8.000.000 de pessoas.
Eis como se estava cumprindo a parábola do grão de mostarda, que se torna a maior das hortaliças.
Infelizmente porém, a este crescimento numérico seguiu-se uma lamentável decadência espiritual que mundanizou as igrejas. Começaram a faltar-lhes o amor e a fé, pelos quais haviam triunfado, aparecendo em seus lugar ritos, fórmulas, sacramentos e cerimônias sacerdotais do paganismo.``
Viram? Com o aumento dos cristãos a palavra sendo pregada, a palavra do Senhor estava enfim sendo cumprida mas por outro lado, vemos uma falta de cuidado e atenção em manter-se na fé e no amor fraternal.
Então o jeito é não abrir mais igrejas e parar de falarmos de Jesus? Oh, Não! Isso não!
Devemos continuar a pregar e abrir igrejas mas devemos ser cautelosos em pregar e manter a palavra pura assim como ela está descrita, buscando sempre a interpretação pelo Espírito Santo de Deus e vigiando para não caminharmos na contramão; discernindo o certo do errado ou duvidoso.
Vemos hoje inúmeras igrejas que começaram bem, enchendo seus templos e propagando o evangelho mas depois vimos uma decadência tal que não são poucas as que se deram ao erro de fazerem absurdos como vender sabonetes ungidos ou acreditar que o suor do pastor tal é milagroso.

Portanto façamos aquilo que Jesus nos instruiu: Pregar a palavra santa e poderosa dele, sempre vigiando e orando e buscando o conhecimento em sua palavra e se desviando de toda aparência do mal. Lógico, nem sempre é fácil seguir essas regras, mas são elas que irão nos dar uma vida abundante em Cristo aqui e o passaporte para uma vida eterna no reino celestial. Tudo depende de mim e de você! Todas as almas sem Jesus desse mundo dependem de nós. Então vamos congregar numa igreja mas sabendo que a obra do Senhor começa realmente, quando atravessamos a porta da igreja em direção a rua... é aí que está o mundo, é aí que Jesus quer nos usar.

Que a paz do Senhor e a chama missionária, aqueça seu viver neste dia!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O plágio é definido como "a apropriação ou cópia de um trabalho sem autorização do autor ou sem indicação da verdadeira origem" Lei n°9.610, de 19/02/98 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9610.htm). Portanto, se gostou de algum artigo publicado aqui, peça autorização e sempre informe a fonte do mesmo ok! Que Deus te abençõe!


Translate

Postagens populares

Arquivo do blog